Saiba que empresas testam e que empresas não testam seus produtos em animais

agosto 9, 2008 at 5:20 am 10 comentários

Teste Draize para Irritação dos Olhos

Teste Draize para Irritação dos Olhos

Grande parte dos produtos consumíveis colocados no mercado são testados para verificar-se os efeitos de vários tipos de irritação, overdose, ingestão acidental e até mesmo do tabagismo. Estes testes são feitos (na fachada) para cuidar com muito carinho do consumidor e (na prática) para evitar processos milionários em virtude de efeitos negativos do seu uso ou mau uso. É o caso de cosméticos, produtos de limpeza, pesticidas e fungicidas, sabonetes, xampus, cigarros e produtos químicos em geral. Historicamente, tais testes são feitos em animais – tipicamente coelhos e ratos, mas também gatos, cães e outros -, submetendo-se os olhos, a pele e os estômagos das cobaias a doses cavalares dos mais diversos produtos, por períodos de muitos dias ou até semanas. Os animais cuja sorte para tais testes lhes levou são torturados à exaustão, na maioria das vezes até que venham a óbito.

Teste para irritação da pele

Teste para irritação da pele

Nos últimos anos, entretanto, métodos substitutivos eficazes para muitos desses testes já foram propostos e outros estão em via de validar-se. É o caso dos testes de queimação dos olhos com córneas humanas doadas; dos testes para absorção, irritação ou corrosão da pele com culturas de pele humana; e do voluntariado de humanos para alguns determinados testes de irritação (o que já ocorre no Canadá). Empresas como O Boticário têm divulgado amplamente a suspensão da experimentação animal na sua cadeia produtiva, evidenciando que a perda de desempenho da empresa é mínima ou nula.

As marcas imediatamente abaixo listadas pertencem a empresas que, em algum momento da sua cadeia produtiva, testam seus produtos em animais. A informação foi retirada e adaptada de uma lista organizada, mantida e divulgada pela PETA (veja aqui a lista). São consideradas empresas que testam aquelas que recusam-se a afirmar formalmente que não promovem e/ou encomendam testes em animais. As empresas que não testam adotaram o selo Cruelty Free da PETA e afirmam publicamente que não fazem tais testes. O ADA tentou selecionar marcas mais tangíveis para o público brasileiro e, especialmente, o recifense. Esperamos ter conseguido fazer alguma filtragem.

Vamos evitar ao máximo comprar os produtos oriundos das empresas que testam seus produtos para, assim, parar de financiar os testes em animais. Leve uma listinha pro super-mercado e, depois, envie para nós e-mails (ainda que curtos, simples e diretos) explicando porque você parou de usar tal, tal ou tal produto. O ADA os encaminhará em forma de e-mail e em forma de carta para as empresas responsáveis, mostrando-lhes o quanto a população se importa com isso. Pode não parecer, mas esse tipo de pressão funciona quando todos dão um pouquinho do seu esforço.

Empresas que testam ou suas marcas

UNILEVER, BOMBRIL, NESTLÉ, BIC, COLGATE–PALMOLIVE, PRITT, CALVIN KLEIN, JOHNSON&JOHNSON, CLOROX, BARUEL, SANOL, PROCTER&GAMBLE, ADES, ALA, ARISCO, AJAX, PINHO-SOL, PLAX, PROTEX, SORRISO, KOLYNOS, POMPOM, PREVENT, RAÇÃO CANINE, TANDY, ASSOLAN, SCHERING-PLOUGH, L’OREAL, BECEL, BRILHANTE, CICA, CLAYBON, CLOSE UP, COMFORT, DORIANA, FOFO, FRISKO, GESSY, HELLMANN’S, KIBON, KNORR, LIPTON ICETEA, LUX, MAIZENA, MINERVA, OMO, POND’S, REXONA, SEDA, SIGNAL, SUAVE, AXE, DOVE, PINHO, VINÓLIA, BAND-AID, BANHO A BANHO, CAREFREE, CLEAN&CLEAR, COTONETES, JONTEX, KY, MODESS, OB, PERFEX, SEMPRE LIVRE, SUNDOWN, TRIATOP, ACE, ALWAYS, ARIEL, PAMPERS, PANTENE, PRINGLES, RAÇÃO EUKANUKA, RAÇÃO IAMS, TAMPAX, DURACELL, LIQUID PAPER, ORAL B, WELLA, SCOTCH BRITE, DEL, PFIZER, SANTHER, ROSATEX, ERNO LASZLO, DIAL, GALDERMA, COTY, KIMBERLY-CLARK, ALOÉS, MASTERFOODS, MELALEUCA, ORAL B, TOTAL QUÍMICA.

Empresas que não testam ou suas marcas

AVON, NIVEA, DAVENE, FARMAERVAS, RAÇÃO FRIDOG, RAÇÃO FARO, GRANADO, GIOVANNA BABY, NIASI, BIORENE, BIOCOLOR, CHARME, PERSONAL, KISS, SNOB, SYM, SKALA, YPÊ, ABELHA RAINHA, CONTENTE, FRI DOG, ECOLOGIE, BUFALO, DALENE, YPÊ, L’ACQUA DI FIORI, O BOTICÁRIO, BONYPLUS, ÉH, ÁGUA DE CHEIRO, CONTEM 1G, NAZCA, FLORESTAS, GOTAS VERDES, CONDOR, RACCO, VITADERM, ASR, WELEDA, TOP CAT, CASSIOPÉIA, PHILIPS, REVLON, VICTORIA’S SECRET, CLARINS, AVORA, PAYOT, ECOLOR, CHANEL, ALL-NATURE, MAXLOVE, TERRACTIVA, HERBALIFE, SHIZEN, RAHDA, PROLEV, MAUÁ, FARO, ÉVORA, MAHOGANY, BIOEXTRATUS, DEPILSAM, KORAI, GUABI, EMBELLEZE, ESSENCE, NATUPHITOS, COFERLY

Anúncios

Entry filed under: Notícias. Tags: , , .

Lançada a Identidade Visual do ADA A Objeção de Consciência

10 Comentários Add your own

  • […] da PETA;dentre elas, a Johnson & Johnson e a Colgate-Palmolive (veja a lista completa aqui):  https://adarecife.wordpress.com/2008/08/09/saiba-que-empresas-testam-e-que-empresas-nao-testam-seus-p… (ou […]

    Responder
  • 2. Marcelo Mazocco  |  novembro 10, 2011 às 11:13 am

    Eu acho que eles testam em animais pra não ter que testar nas pessoas. E pode ver que dá certo, já que o poder comercial dessas que testam é bem superior ao das que não o fazem.
    É como criar ratos pra alimentar às cobras num zoológico, só que com uma razão às vezes um pouco menos nobre, como garantir a qualidade do seu batom.

    PS: Ypê está duas vezes na mesma lista…

    Responder
    • 3. Jack (@rfjackss)  |  outubro 25, 2013 às 6:16 pm

      Caso não saibam, isto não é necessário assim como teu comentário, há muito meios alternativos hoje para que as empresas não usem animais para testes, mais o capitalismo, hipocrisia e falta de conhecimento falam mais alto por isso que acontece. Então dê uma pesquisada antes de postar coisas que acha conveniente só ao teu favor, pare de pensar só em si, e pense que eles tem uma vida como a sua e merecem respeito, pois não são mercadorias e sim VIDAS. E mais só pra você saber testes alternativos dão muito mais resultados do que em animais, já que o sistema deles não são tão parecidos como o nossos, assim como muitos pensam. =)

      Responder
  • 5. Dafne Torelly  |  novembro 11, 2011 às 1:43 pm

    Hoje em dia existem tecnologias alternativas para que não seja necessário testes em animais. Os testes são opcionais as empresas, inclusive existem inúmeros produtos que são desenvolvidos sem que haja tortura animal.

    Responder
  • 6. Vitrine RS  |  dezembro 11, 2011 às 11:51 pm

    Tem um erro alí camarada. A Avon TESTA SIM em animais. Tenho as duas listas completas e a Avon testa. Já a Natura e O Boticário, não.

    ok?

    bj

    Responder
  • 7. marília santos (@mrs172)  |  junho 4, 2012 às 5:40 am

    em dezembro de 2011, ou seja, já tem 6 meses, o comentário acima informou que a AVON TESTA SIM, e até agora não foi modificada essa lista. Fazer uma lista errada é uma merda! pq a pessoa compra na boa vontade de comprar de quem ela acha que não testa, sendo que a empresa testa. Por favor, modifique a lista, ok?

    Responder
  • 8. Jose Freitas Soares  |  julho 15, 2012 às 2:03 pm

    teste esses produtos em pedofilos e estrupadores

    Responder
  • 9. Rebeca Bartmeyer  |  outubro 19, 2012 às 10:37 am

    Vale lembrar que empresas produtoras de agrotóxicos são obrigadas por lei a realizar testes em animais (coelhos). Para verificar a dose letal e irritação na pele e olhos.

    Responder
  • 10. Ivana Matias Do Nascimento  |  maio 7, 2013 às 3:35 pm

    no peta esta escrito que a avon testa em animais , como saber a verdade alguem sabe mais sobre a avon? obrigada

    Responder

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


agosto 2008
S T Q Q S S D
« jun   set »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

%d blogueiros gostam disto: